OPINIÃO 096 - Duas palavras que podem acabar com seu grupo... e duas que podem salvá-lo.

Existem duas palavrinhas que podem acabar com qualquer equipe, seja ela um grupo de danças, colaboradores de uma empresa, colegas de uma turma de escola. Uma destas palavras é SOBERBA, a outra é ORGULHO.

A SOBERBA existe quando um integrante do grupo se considera superior aos demais. Mesmo que realmente tenha habilidades onde se destaque perante seus colegas, estas qualidades configuram SOBERBA quando não servem para agregar, mas para dividir, classificar. O SOBERBO não quer compartilhar aquilo que tem de bom, ao contrário, quer usar isto para sentir-se em uma posição de destaque, por isso acha muito mais conveniente ostentar do que ensinar.

O ORGULHO faz com que um integrante da equipe não aceite que entre seus pares pode haver alguém que possa ensiná-lo. Esconde suas fragilidades, muitas vezes em uma casca de agressividade, para não ter que parecer menor ou menos qualificado. O ORGULHOSO coloca-se frequentemente na defensiva, pois assim não precisa assumir seu desconhecimento. Prefere culpar alguém pelas suas falhas a pedir auxílio. Reclama das decisões da maioria sem oferecer alternativas.

Enquanto palavras tão perigosas podem acabar com uma equipe, duas outras, aparentemente tão simples, podem salvá-la. São elas: GENEROSIDADE e HUMILDADE.

A GENEROSIDADE, mais do que uma palavra, é um gesto. É a capacidade que temos de compartilhar aquilo que sabemos, sem esperar uma recompensa em troca. O GENEROSO sabe que sua equipe é mais forte quando aquele que tem a informação, a repassa àqueles que não a tem. GENEROSIDADE faz bem ao que aprende, mas é mais gratificante ainda para aquele que ensina, pois sempre há muito aprendizado quando se compartilha conhecimento.


HUMILDADE é uma qualidade daquelas pessoas que não temem assumir publicamente que são falhas. Entendem que o erro ou o desconhecimento não são fraquezas, mas possibilidades de crescimento. Compreende que o vazio não é algo senão um lugar a espera de ser preenchido. O HUMILDE, normalmente carrega consigo o sentimento de gratidão, pois sabe que não crescerá sozinho.

O SOBERBO e o ORGULHOSO fatalmente terminam sozinhos. Não preenchem ou são preenchidos. Criam barreiras. São muros de si mesmos.

O GENEROSO e o HUMILDE aprendem a dar as mãos. Sabem que juntos são mais fortes. A carência de um é suprida pelas qualidades do outro. E ambos têm fraquezas e qualidades. São pontes, em si mesmos.

Não somos ninguém sem qualidades, mas só as adquirimos quando reconhecemos que temos fraquezas. Muitas fraquezas.






...............................................................................
Me segue no Instagram: @leandrodearaujofotografia

E no Twitter: @Le_Aquecimento


E minha galeria no Flickr


Comentários

  1. Incrível, parabéns por falar sobre esse assunto que esta presente em praticamente todos os grupos de danças, parabéns

    ResponderExcluir

Postar um comentário