OPINIÃO 081 - Formatura da Educação Infantil

Professora Priscila e Mikaela
Festa da Família 2016 da Escola de Educação Infantil Risco e Rabisco
07/12/2016 - Esteio, RS

Um último abraço na minha professora... A lágrima da pequena Mikaela na foto acima talvez até dispensasse maiores explicações. Também deixa bem claro qual o sentimento dos pequenos no dia da “Formatura da Educação Infantil”. Um evento que muitos acham desnecessário, pois a passagem não tem caráter de colação de grau, nem é uma exigência para que o estudante realmente possa ingressar no Ensino Fundamental. Que ingenuidade destes adultos chatos!

A cerimônia de Formatura da Educação Infantil (ou seja lá o nome que se queira dar à festa que encerra o último ano das crianças, antes de iniciar o Ensino Fundamental) é o símbolo da primeira grande transformação na vida da criança. É o primeiro anúncio oficial e, principalmente, público, que ela vai ter que deixar de ser quem sempre foi, para se tornar algo novo, maior. Muitas vezes por conta disto tem que trocar de escola, separar-se em definitivo de coleguinhas que estão juntos há pelo menos um ano, não ter mais o abraço e o beijo daquela que, por meses, cumpriu os papéis de educadora, mãe, pai e amiga. Não comer mais no mesmo refeitório, brincar com os mesmos brinquedos, sair pelo portão sabendo que no outro dia estaria ali. Representa o fim de um ciclo colorido, musical e descompromissado. Sim, meus amigos... chorei junto com a Mikaela quando fiz a foto, quando a tratei no computador e quando escrevi esta pequena reflexão. Sua lágrima me fez pensar em todas as vezes que tive que abandonar tanta coisa para "evoluir". Constantemente estamos evoluindo, e por isso mesmo abraçando pessoas, coisas e causas pela última vez.

Lembro de quando meu filho estava próximo de fazer seis anos de idade, e quanto isto o assustava, pois representava que seria seu último ano na Escola Risco e Rabisco, que ele tanto amava. Repetiu muitas vezes que não queria fazer aniversário naquele ano, como se isto fosse fazê-lo ficar para sempre na "escolinha".

De qualquer maneira, se o dia do meu aniversário tinha todos os elementos para ser melancólico, afinal de contas troquei a celebração pelo trabalho (a cerimônia da Mikaela foi no dia do meu aniversário, e eu fotografei a festa), não foi. Longe disso! Recebi outro de tantos presentes que a vida tem me dado. Mais do que uma foto belíssima, a lágrima da Mikaela em seu último abraço na despedida da professora da Educação Infantil foi um presente incrível. Felicidades, Mika... E obrigado!







Me segue no Instagram: @leandrodearaujofotografia

E no Twitter: @Le_Aquecimento


E minha galeria no Flickr

Comentários

  1. Lindo texto Lê, é e com certeza sempre será um momento que deixa marcas nas crianças, eu lembro até hoje da minha despedida da prof do Pré, tenho foto também que guardo com carinho.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lély!!! Quando a gente vê a emoção das crianças em um momento destes que a gente percebe o quanto é importante para elas, né? Queremos ver tua foto de prezinho!!! Beijão!!!

    ResponderExcluir
  3. Concordo."Ingenuidade destes adultos chatos" Até depois dos 70 a gente sente o tal de "frio na barriga" em qualquer mudança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, meu amigo!!! Abração e muito obrigado por continuar prestigiando!!!

      Excluir

Postar um comentário