POESIA 035 - VERDADE, ÉTICA E RESPEITO


VERDADE, ÉTICA E RESPEITO
Leandro de Araújo

A verdade não tem um dono, 
é qual vento, que é de todos. 
Até dos que se abrigam dele.

Donos da verdade? 
Que presunção! Não somos...
Mas se órfã se apresenta, 
podemos adotá-la. 
Contudo, junto dela
seus irmãos, ética e respeito, 
no mesmo cesto de vime 
flutuando pelo rio da vida.

Verdade, ética e respeito são filhos
bastardos, renegados, enjeitados.
Porém, como irmãos que são,
querem ficar juntos.

Filhos de um mundo que acolhe 
e embala quem lhe convém. 
Que prefere oferecer o peito 
à mentira perfumada e bela.

Verdade pode ser um filho feio.
A ética é uma filha difícil de lidar.
O respeito é um rebento chorão
e teimoso e bravo e, às vezes, ausente.

Verdade, ética e respeito 
não tiram as notas mais altas na escola
nem vamos exibi-los à sociedade
como jovens e belas debutantes. 
Mas enchem de orgulho quem os adota,
porque não fazem bonito a olhos fúteis. 

A beleza que nutrem é invisível 
aqueles que têm olhos rasos.
Para vê-la, antes, 
é preciso senti-la.

Sim, a verdade não tem um dono. 
Mas podemos adotá-la, se órfã. 
Desde que tenhamos coragem 
de trocar suas fraldas sujas.





...............................................................................
Me segue no Instagram: @aquecimentocenico

E no Twitter: @Le_Aquecimento


E minha galeria no Flickr

Adquira o livro aqui


Comentários